Topo

BC da China diz que manterá política monetária prudente, flexível e apropriada

PEQUIM (Reuters) - A China manterá a política monetária prudente, flexível e apropriada e continuará a aprofundar as reformas financeiras, disse o banco central do país neste domingo.

     Após uma reunião de trabalho presidida pelo governador do Banco Popular da China, Yi Gang, o banco central também prometeu evitar qualquer crise financeira e disse que continuará ajudando as pequenas empresas que buscam financiamento, de acordo com comunicado divulgado no site do PBOC.

 

     Ele também disse que continuará deixando o mercado desempenhar um papel decisivo na taxa de câmbio, mas manteria a taxa de câmbio do iuan estável dentro de um intervalo razoável.

     O crescimento econômico da China diminuiu para a mínima de cerca de 6% em 30 anos no terceiro trimestre, mas espera-se que atinja a meta de governo de 6% a 6,5% para o ano de 2019.

     O PBOC na quarta-feira cortou a quantia de dinheiro que os bancos devem reter como reservas pela oitava vez em quase dois anos, numa tentativa de lidar com a desaceleração da economia.

Tags:

FENECON - Federação Nacional dos Economistas  
Rua Marechal Deodoro, nº 503, sala 505 - Curitiba - PR  |  Cep : 80.020-320
Telefone: (41) 3014 6031 e (41) 3019- 5539 | atendimento: de 13 às 18 horas | trevisan07@gmail.com e sindecon.pr@sindecon-pr.com.br