Topo

Importações de soja brasileira pela China batem recorde em junho

PEQUIM (Reuters) - As importações de soja brasileira pela China em junho bateram um recorde, de acordo com dados da alfândega chinesa divulgados no domingo, impulsionadas pela crescente demanda por soja causada pela recuperação dos rebanhos suínos do país depois de surtos de peste suína.

Principal comprador de soja do mundo, a China importou 10,51 milhões de toneladas da oleaginosa do Brasil em junho, 91% a mais do que os 5,5 milhões de toneladas no ano anterior, mostraram dados da Administração Geral das Alfândegas. Os números de junho também cresceram 18,6% em relação às importações de maio, para 8,86 milhões de toneladas.

As importações totais de soja da China em junho atingiram um recorde de 11,16 milhões de toneladas, uma vez que os processadores chineses também aproveitaram ao máximo os preços brasileiros mais baixos, uma vez que o clima melhor facilitou as exportações.

Dos Estados Unidos, a China importou 267.553 toneladas de soja dos Estados Unidos em junho, uma queda de 56,5 % em relação às 614.805 toneladas do ano anterior. As importações caíram 45,6% em relação a maio.

Algumas trituradoras chinesas no sul estavam lutando com estoques excessivos devido à chegada de grãos quando as fortes chuvas e inundações nas últimas semanas restringiram a demanda do setor de criação de animais.

Tags:

FENECON - Federação Nacional dos Economistas  
Rua Marechal Deodoro, nº 503, sala 505 - Curitiba - PR  |  Cep : 80.020-320
Telefone: (41) 3014 6031 e (41) 3019- 5539 | atendimento: de 13 às 18 horas | trevisan07@gmail.com e sindecon.pr@sindecon-pr.com.br