Topo

Mercado volta a derrubar projeção para PIB em 2018 e "top 5" eleva juros para 2019, mostra BC

SÃO PAULO - Os economistas de mercado voltaram derrubar as apostas para a atividade econômica brasileira em 2018. Segundo a mais recente edição do relatório Focus, divulgada pelo Banco Central na manhã desta segunda-feira (14), a mediana dos especialistas consultados pela autoridade monetária para o PIB (Produto Interno Bruto) deste ano caiu de 2,70%, apontados na semana anterior, para 2,51%. Há cerca de um mês, o indicador estava em 2,76%. Para 2019, as projeções foram mantidas em um crescimento de 3%.

Quer investir em ações pagando só R$ 0,80 de corretagem? Clique aqui e abra sua conta na Clear

Do lado da inflação oficial, medida pelo IPCA(Índice de Preços ao Consumidor Amplo), a mediana das apostas caiu de 3,49% para 3,45% neste ano. Já para 2019, o indicador foi de 4,03% para 4%. Do lado da Selic, as projeções seguiram em 6,25% neste ano e 8% no ano seguinte. Pelo câmbio, houve uma elevação nas expectativas para o dólar em 2018, de R$ 3,37 para R$ 3,40. Para o ano seguinte, as projeções seguiram em R$ 3,40.

Entre os cinco economistas que mais acertam em suas projeções -- o chamado 'top 5' --, no cenário de curto prazo, as projeções para o IPCA sofreram forte queda: em 2018, de 3,79% para 3,14%; e no ano seguinte, de 4,25%, para 4%. Já as expectativas da Selic foram de 8% para 8,25% em 2019. Para este ano, a mediana das apostas seguiu em 6,25%. Do lado do câmbio, houve alteração nos dois períodos: de R$ 3,43 para R$ 3,40 neste ano; e de R$ 3,40 para R$ 3,50 em 2019.

Tags:

FENECON - Federação Nacional dos Economistas  
SCS Ed. Anhanguera, Quadra 02 - Conj 717 / 718 - Brasília - DF  |  Cep : 70.315-900
Telefone: (61) 3225-0690 Telefax: (61) 3224-7381 | atendimento: de 13 às 19 horas | fenecon@fenecon.org.br